Autêntico para quem? A noção de autenticidade do patrimônio cultural na contemporaneidade / Authentic for who? The authenticity notion of the cultural heritage on the contemporaneity

Flaviana Barreto LIRA

Resumo


Nos últimos anos uma noção vem sendo continuamente discutida no âmbito da conservação do patrimônio cultural: autenticidade. Mesmo com os avanços alcançados, é latente a necessidade de aprofundamentos conceituais e operacionais. Nesses termos, este artigo se propõe a discutir a autenticidade na contemporaneidade na perspectiva de compreender os sentidos que vem sendo aplicada nas dimensões teórica e prática da conservação. Para tanto, o fará por meio do aporte de três distintas áreas do conhecimento que se debruçam sobre o tema: a teoria e crítica da arte, o turismo cultural e a teoria da conservação do patrimônio cultural. Com isso, pretende-se refletir sobre a autenticidade de modo a compreender suas diversas facetas, sentidos e, em especial, seu papel na teoria contemporânea da conservação. Valendo-se dessas distintas visões, foram obtidos subsídios para se identificar questões emergentes sobre a autenticidade que precisam ser consideradas ao empregá-la na prática da conservação do patrimônio cultural.


Palavras-chave


Autenticidade. Teoria e crítica da arte. Turismo cultural. Teoria da conservação. Desafios contemporâneos

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

Centro de Documentação e Apoio à Pesquisa Av. Dom Antônio, 2100 - Pq Universitário

CEP - 19.806-900 - Assis - SP - Brasil
Telefone (18) 3302-5835
e-mail: patrimonioememoria@gmail.com
http://www.cedap.assis.unesp.br

Indexadores


Portal RedibLatindexDiadorimHarvard Library

Periodicos Capes

SHERPA/RoMEOEBSCOPKP logo
SEERDialNetOAJIEZB
erihplus