Controvérsias em torno do Monumento ao Sapateiro - Novo Hamburgo/RS / Controversies around the Shoemaker’s Monument – Novo Hamburgo/RS

Roswithia WEBER

Resumo


O presente artigo analisa as polêmicas em torno do Monumento ao sapateiro, projetado pelo artista Flávio Scholles no ano de 1979, na cidade de Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul. Utilizam-se, como fonte, jornais de circulação local. Busca-se compreender como o monumento condensa diversos significados a partir da análise da construção de representações identitárias e da disputa de memórias. Entende-se que as controvérsias ocorrem, especialmente, devido à ruptura apresentada pelo monumento em relação à identidade local de Novo Hamburgo, propagada como cidade progressista ligada à indústria calçadista. A proposta do artista evidencia uma representação do trabalhador, sapateiro, sem reiterar o discurso do progresso harmônico.

Palavras-chave


Monumento ao Sapateiro. Memória. Flávio Scholles. Identidade local. Novo Hamburgo/RS.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

Centro de Documentação e Apoio à Pesquisa Av. Dom Antônio, 2100 - Pq Universitário

CEP - 19.806-900 - Assis - SP - Brasil
Telefone (18) 3302-5835
e-mail: patrimonioememoria@gmail.com
http://www.cedap.assis.unesp.br

Indexadores


Portal RedibLatindexDiadorimHarvard Library

Periodicos Capes

SHERPA/RoMEOEBSCOPKP logo
SEERDialNetOAJIEZB
erihplus