Cassino Aimorés: espaço de sociabilidade e de disputas pela memória / Cassino Aimorés: a space of sociability and disputes over memory

Carla Lisboa PORTO

Resumo


Este trabalho aborda um espaço de sociabilidade localizado num antigo leprosário público no interior do estado de São Paulo, criado para isolar doentes de lepra (hanseníase), quando ainda não havia tratamento para a doença. A instituição possuía uma infraestrutura que possibilitou aos internados a formação de novos vínculos, relações sociais e práticas. O Cassino Aimorés, em atividade entre 1938 e 1974, foi um importante espaço de sociabilidade neste contexto. Transformado no Museu Silas Braga Reis, o local abriga um acervo que ajuda a ressaltar um discurso institucional, em detrimento das memórias de seus pacientes. Neste artigo, serão aprofundar as reflexões sobre das disputas que envolvem a narrativa sobre o passado em uma instituição de isolamento, inclusive do silenciamento das memórias dos antigos pacientes.


Palavras-chave


Cassino Aimorés. Espaço de Sociabilidades. Lugares de Memória. Disputas Simbólicas

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

Centro de Documentação e Apoio à Pesquisa Av. Dom Antônio, 2100 - Pq Universitário

CEP - 19.806-900 - Assis - SP - Brasil
Telefone (18) 3302-5835
e-mail: patrimonioememoria@gmail.com
http://www.cedap.assis.unesp.br

Indexadores


Portal RedibLatindexDiadorimHarvard Library

Periodicos Capes

SHERPA/RoMEOEBSCOPKP logo
SEERDialNetOAJIEZB
erihplus