A Praça Euclides da Cunha, a paisagem sertaneja materializada em um jardim histórico moderno patrimônio cultural do Brasil / The Euclides da Cunha Square, the sertaneja landscape materialized in a modern historic garden and cultural heritage of Brazil

Joelmir Marques da SILVA

Resumo


A Praça Euclides da Cunha foi e ainda é um espaço público que provoca inquietações nos recifenses por seu motivo projetual – o sertão, que no imaginário coletivo está vinculado à uma região de sofrimento. Porém, Burle Marx soube majestosamente trabalhar os atributos ecológicos - ao recriar o microclima do sertão em uma zona litorânea - e plásticos da vegetação da caatinga. Assim, a Praça Euclides da Cunha é o único espaço público do Brasil com tais características e, por seus valores estéticos, botânicos, artísticos, históricos, ecológicos e paisagísticos é reconhecida como jardim histórico e como patrimônio cultural pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Por sua importância no cenário do paisagismo mundial, intencionou-se, neste artigo, resgatar a história da Praça Euclides da Cunha que servirá de instrumento para intervenções de restauro, garantindo que não se cometa um falso histórico ou artístico.

Palavras-chave


Burle Marx. Recife. Pernambuco. Caatinga. Botânica histórica. Arte. Paisagismo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

Centro de Documentação e Apoio à Pesquisa Av. Dom Antônio, 2100 - Pq Universitário

CEP - 19.806-900 - Assis - SP - Brasil
Telefone (18) 3302-5835
e-mail: patrimonioememoria@gmail.com
http://www.cedap.assis.unesp.br

Indexadores


Portal RedibLatindexDiadorimHarvard Library

Periodicos Capes

SHERPA/RoMEOEBSCOPKP logo
SEERDialNetOAJIEZB
erihplus