O Poder Simbólico do Patrimônio no Turismo: a “memória-imaginário” da Inconfidência Mineira sob o âmbito da História Cultural / The symbolic power of Heritage in tourism: the “memory-imagery” of Inconfidência Mineira under the framework of Cultural History

Leandro Benedini BRUSADIN

Resumo


O debate teórico referente ao patrimônio cultural se faz presente neste artigo de modo interdisciplinar a fim de contribuir com novas proposições epistemológicas. As apropriações da atividade turística e museal, estabelecida pelo poder simbólico do patrimônio, se fazem possível por meio da “memória-imaginário” em um processo coletivo. A História Cultural se apresenta aqui como ferramenta teórico-metodológica para entendimento dos elementos da Inconfidência Mineira em suas práticas e representações da realidade social. A metodologia utilizada baseia-se em análise bibliográfica e documental quanto ao tema elencado. Conclui-se que o patrimônio cultural em usufruto do turismo, em seus limites interpretativos, monumentalizam os eventos da Inconfidência Mineira e musealizam as existências dos mitos que deram origens a dadas tradições nacionalistas inventadas pelos modernistas durante o Governo Vargas.

Palavras-chave


Memória-imaginário. Poder simbólico. Patrimônio. Turismo. Inconfidência Mineira.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

Centro de Documentação e Apoio à Pesquisa Av. Dom Antônio, 2100 - Pq Universitário

CEP - 19.806-900 - Assis - SP - Brasil
Telefone (18) 3302-5835
e-mail: patrimonioememoria@gmail.com
http://www.cedap.assis.unesp.br

Indexadores


Portal RedibLatindexDiadorimHarvard Library

Periodicos Capes

SHERPA/RoMEOEBSCOPKP logo
SEERDialNetOAJIEZB
erihplus