O proscrito satisfeito: as obras do exílio de Victor Hugo / The satisfied proscribed: Victor Hugo’s exile works

Daniela Mantarro CALLIPO

Resumo


Apesar de ter apoiado a candidatura de Luís Napoleão nas eleições para presidente da República Francesa e ter ajudado a elegê-lo em 1848, Hugo voltou-se contra o chefe da Nação após o golpe de Estado em dezembro de 1851. A oposição ao governo resultou num exílio que só terminou 19 anos depois, com a queda de Napoleão III. Victor Hugo produziu incansavelmente nesses anos todos: Napoléon le Petit, Les Châtiments, Les Contemplations, Les Travailleurs de la Mer, Les Chansons des Rues et des Bois, La Légende des siècles, Les Misérables, William Shakespeare, Les Travailleurs de la Mer e L’Homme qui rit são exemplos de um trabalho árduo e inspirado, que não esconde a tristeza do exílio. Este artigo pretende analisar os textos de Victor Hugo escritos durante ou após o degredo a fim de compreender de que maneira ele repercutiu em sua obra.


Palavras-chave


Victor Hugo. Exílio. Obras do exílio. Golpe de estado. Luís Napoleão.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

Centro de Documentação e Apoio à Pesquisa Av. Dom Antônio, 2100 - Pq Universitário

CEP - 19.806-900 - Assis - SP - Brasil
Telefone (18) 3302-5835
e-mail: patrimonioememoria@gmail.com
http://www.cedap.assis.unesp.br

Indexadores


Portal RedibLatindexDiadorimHarvard Library

Periodicos Capes

SHERPA/RoMEOEBSCOPKP logo
SEERDialNetOAJIEZB
erihplus