Porto dos Cavalos e outros portos de João Cabral / Porto dos Cavalos and other ports of João Cabral

Everton Barbosa CORREIA

Resumo


Sendo um espaço público, o Porto dos Cavalos estava situado à margem do rio Capibaribe, onde havia a propriedade da Jaqueira, que pertencia aos avós maternos de João Cabral de Melo Neto e que hoje nomeia um parque da cidade do Recife. Este artigo pretende explorar como o espaço residencial de outrora se constitui na memória do poeta, o qual carrega consigo marcas da memória coletiva, referendada por aquele porto como uma parte do rio, que não existe mais. A apreciação de sua obra será feita a partir do levantamento de referências históricas, geográficas e familiares constantes em dois poemas de João Cabral de Melo Neto que tratam do Porto dos cavalos, coligidos respectivamente nos livros Agrestes (1985) e Crime na Calle Relator (1987). Interessa explorar a estrutura dos poemas selecionados, para se destacar em ambos os seus índices materiais que apontam para a subjetividade inscrita na produção de maturidade do autor.

 


Palavras-chave


Poesia Brasileira Moderna. João Cabral de Melo Neto. Memória. Subjetividade. Paisagem.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

Centro de Documentação e Apoio à Pesquisa Av. Dom Antônio, 2100 - Pq Universitário

CEP - 19.806-900 - Assis - SP - Brasil
Telefone (18) 3302-5835
e-mail: patrimonioememoria@gmail.com
http://www.cedap.assis.unesp.br

Indexadores


Portal RedibLatindexDiadorimHarvard Library

Periodicos Capes

SHERPA/RoMEOEBSCOPKP logo
SEERDialNetOAJIEZB
erihplus