A construção do perfil indígena em Meu querido canibal, de Antônio Torres / The construction of indigenous profile in My Dear Cannibal, by Antônio Torres

Juliana de Souza Gomes NOGUEIRA

Resumo


Inserido no processo de revisitação do discurso nacionalista, o livro Meu querido canibal, de Antônio Torres, realiza um deslocamento das imagens que compõem o perfil histórico-biográfico do índio, criando um espaço de leitura em que são desveladas as diferenças no discurso de unidade nacional. Visando à recuperação da memória indígena, a narrativa, guiada por um narrador apaixonado, traz à cena o debate sobre a representação da identidade e, por intermédio da trama histórico-ficcional, relê os discursos históricos e literários, tensionando-os. Por assim dizer, esta leitura busca analisar como a narrativa torreana, por meio da constituição da imagem de Cunhambebe, constrói um perfil histórico-biográfico do indígena, ao pôr em jogo a questão da alteridade.


Palavras-chave


Cunhambebe. Perfil histórico-biográfico. Identidade. Alteridade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

Centro de Documentação e Apoio à Pesquisa Av. Dom Antônio, 2100 - Pq Universitário

CEP - 19.806-900 - Assis - SP - Brasil
Telefone (18) 3302-5835
e-mail: patrimonioememoria@gmail.com
http://www.cedap.assis.unesp.br

Indexadores


Portal RedibLatindexDiadorimHarvard Library

Periodicos Capes

SHERPA/RoMEOEBSCOPKP logo
SEERDialNetOAJIEZB
erihplus