A comemoração de uma memória: o cinquentenário do Cerco da Lapa/PR (1894-1944) / The celebration of a memory: the fiftieth anniversary of the Siege of Lapa / PR (1894-1944)

Daiane Vaiz MACHADO

Resumo


O que e por que comemorar? Esse questionamento está presente na interpretação que este artigo propõe sobre a Comemoração do Cinquentenário do Cerco da Lapa, episódio da chamada Revolução Federalista, celebrado em 1944, nas cidades de Curitiba e Lapa. Problematiza-se a celebração cívica com base na atuação de David Carneiro, um dos representantes da inteligência paranaense do século XX. O tema ao qual Carneiro mais se dedicou foi a Revolução Federalista, e acabou por tornar-se referência no assunto. Ele foi um dos principais idealizadores do evento, festejado durante a Segunda Guerra Mundial. Naquela ocasião, comemorou-se uma memória, a dos defensores da “unidade nacional”. Entre excessos e insuficiências de memória, o General Gomes Carneiro foi alçado a símbolo da juventude que deveria se unir aos Aliados e contribuir para a “solidariedade continental”. A experiência do passado do acontecimento militar é reinterpretada em função de um novo conflito.



Palavras-chave


David Carneiro. Revolução Federalista. História do Paraná. Comemoração. Memória.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

Centro de Documentação e Apoio à Pesquisa Av. Dom Antônio, 2100 - Pq Universitário

CEP - 19.806-900 - Assis - SP - Brasil
Telefone (18) 3302-5835
e-mail: patrimonioememoria@gmail.com
http://www.cedap.assis.unesp.br

Indexadores


Portal Redib Latindex Diadorim Harvard Library

Periodicos Capes

SHERPA/RoMEO EBSCO PKP logo
SEERDialNetOAJIEZB
erihplus